Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Sections
Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Notícias 2009 Estudantes trocam experiências sobre mobilidade e intercâmbio

Estudantes trocam experiências sobre mobilidade e intercâmbio

Estudantes trocam experiências sobre mobilidade e intercâmbio

Foto: Edvan Barbosa - Ascom/Uefs.

   A Universidade Estadual de Feira de Santana, Uefs, através da Assessoria Especial de Relações Institucionais (Aeri) realizou nesta terça-feira, o Seminário "Mobilidade Estudantil: compartilhando experiências acadêmicas além fronteiras". O evento representou um espaço para a promoção do debate e conhecimento acerca das possibilidades de mobilidade estudantil, incentivando os estudantes à procura de novas oportunidades inclusive de intercâmbio com instituições do exterior.

   O reitor José Carlos Barreto parabenizou estudantes, salientando que a partir dos relatos de cada um a Universidade amplia e consolida o projeto de intercâmbio. “Vamos alimentar esse sonho para que ele cresça, o intercâmbio precisa ser visto e vocês que vivenciaram essa experiência serão nossos multiplicadores”. O reitor acrescenta que “a Uefs está sendo reconhecida não só pelo ensino, mas também na pesquisa e extensão”.

   Para o professor doutor Washington da Franca-Rocha, assessor da Aeri, o intercâmbio define o padrão de excelência acadêmica, através do nível de credenciamento estabelecido pela Coordenação de Apoio ao Ensino Superior (Capes), junto ao Ministério da Educação. “Esse projeto representa a tentativa de consolidar o programa de internacionalização da Uefs, buscando dar visibilidade à Instituição e atingir a excelência pretendida pela Universidade”. 

   Neste sentido, a Aeri vem atuando em prol da promoção consciente da qualidade acadêmica, observando, nos processos dialógicos com instituições estrangeiras, a definição prévia de compromissos e interesses recíprocos como condição ao estabelecimento dos acordos de cooperação.

Crescimento

   O estudante de Enfermagem, Rodrigo Almeida Bastos, que fez intercâmbio na Universidade de Évora, em Portugal, salientou que “o projeto de Mobilidade é fundamental para o crescimento pessoal, é uma grande porta aberta para complementar nossa formação profissional”. A partir dessa experiência, Rodrigo percebeu que “no Brasil, a pesquisa na área de saúde é muito mais desenvolvida que em Portugal, boa parte da bibliografia estudada lá é escrita por brasileiros. Isso nos fez perceber e valorizar mais o ensino de saúde brasileiro”.

   Nabila Dantas, estudante de Enfermagem, que também fez intercâmbio em Évora, acrescenta que “esse projeto amplia os horizontes do estudante e proporciona vivência em outras realidades profissionais, além do enriquecimento curricular”. 

   Além de Rodrigo e Nabila, outros estudantes da Uefs fizeram intercâmbio na Europa. Um grupo do curso de Direito esteve na Bélgica e outros estudantes de Medicina fizeram intercâmbio na Itália.

   Normalmente essas viagens são auto financiadas, pois apenas a Universidade não tem recursos suficientes para os projetos que são apresentados.  Os alunos recebem ajuda de custo durante seis meses, com possibilidade de renovação por igual período. Mas a estada fica a cargo dos próprios estudantes.

Feira de Santana, 18 de junho de 2009.

Ascom/Uefs.