Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Sections
Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Arquivo de notícias 2007 Docentes de três estaduais baianas em greve por tempo indeterminado

Docentes de três estaduais baianas em greve por tempo indeterminado

   Professores de três das quatro Universidades Estaduais da Bahia (Uefs, Uneb e Uesb) estão com as atividades paralisadas por tempo indeterminado, desde a noite de segunda-feira (28). A decisão foi tomada após realização de assembléia geral nas respectivas instituições. Apenas a Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus, decidiu não entrar em greve.

   Em nota divulgada segunda-feira após a assembléia, o Fórum das Associações Docentes das Universidades Estaduais da Bahia argumentou que na terça-feira da última semana (22), os representantes da entidade estiveram reunidos com os Secretários de Educação e Administração numa tentativa de retomar as negociações diretamente com o Governo, mas sem sucesso. Diz a nota que “o resumo do encontro comprova a já conhecida armadilha para o não atendimento das reivindicações, com negociações em que não há nenhuma proposta concreta por parte do governo a respeito da pauta dos docentes”.

   Confira o teor da nota divulgada pelo Fórum dos Docentes:

   Nestes cinco meses de diálogo, os professores reafirmaram suas reivindicações. No entanto, a mudança de comportamento do governo, suspendendo as negociações em curso com a Secretaria da Educação da Bahia (SEC), gerou uma grande frustração e insatisfação.

   Assim sendo, a decisão pela greve se fez necessária como instrumento de luta legal e legítima de todo o trabalhador. Dessa forma, serão mais de quarenta mil estudantes de graduação e pós-graduação sem aulas e centenas de projetos de pesquisa e extensão temporariamente suspensos.

   A categoria aprovou uma mobilização para 31 de maio, pela manhã, a partir das 9 horas, quando os professores das Universidades Estaduais irão acompanhar a instalação da Mesa Setorial do Ensino Superior, na SEC. Na parte da tarde, a partir das 14h30, os docentes seguirão para a Assembléia Legislativa onde conversarão com os Deputados. Também será solicitada uma audiência com a SEC, para dar continuidade às negociações relativas à Lei 7176/97 e às mudanças no Estatuto.

   O Fórum das ADs volta a se reunir no dia 4 de junho para avaliar a mobilização da categoria. Uma nova rodada de Assembléias dos Professores já esta marcada para 5 de junho nas quatro Universidades Estaduais. Nestas, o movimento avaliará novos encaminhamentos.

   Pauta de Reivindicações dos Docentes

   • Incorporação imediata da Gratificação de Estímulo às Atividades Acadêmicas - GEAA (27,2%);

   • Orçamento mínimo de 5% da Receita Líquida de Impostos (RLI) para as quatro universidades estaduais baianas;

   • Reforma do Estatuto do Magistério Superior, com a garantia do direito à promoção na carreira dos professores em estágio probatório e ao afastamento para realização de curso de pós-graduação.

   • Revogação imediata da Lei 7176/97, que fere a autonomia das Universidades.

    Feira de Santana, 28 de maio de 2007

Confira a íntegra de outro release enviado pelo Fórum das Ads, ainda na terça-feira:

Numa assembléia muito concorrida (188 docentes assinaram a lista de presença),
após uma avaliação da atual situação das negociações, foi aprovada a deflagração
da greve por tempo indeterminado.
  Além disso, foi formado um COMANDO DE GREVE e os COMITÊS DE ÉTICA E DE GESTÃO DO
FUNDO DE MOBILIZAÇÃO (abertos a quem mais queira participar) que se reunirão já
nesta terça (29), na sala da ADUFS, a partir das 8:30h.
  
  Foi aprovado, também, um conjunto de encaminhamentos, a seguir:
  1. reunião do Fórum das ADs com o Fórum de Reitores na quarta (30), às 14:30h., na
Reitoria da UEFS;
  2. manifestação, juntamente com os colegas da UESB, UNEB e UESC, na quinta (31)
para acompanhar a instalação da MESA SETORIAL DE NEGOCIAÇÃO, às 9 horas, na SEC e,
às 14:00, seguiremos para a Assembléia Legislativa, onde conversaremos com os
Deputados (para os que residem em Feira sairá um ônibus da ADUFS às 8:00h. com
retorno às 17:00h.)
  3. solicitação de nova audiência com a SEC para continuarmos a negociação sobre as
mudanças no Estatuto e a revogação da Lei 7176/97
  4. participação solidária nas manifestações dos colegas professores da rede
estadual de ensino básico, que estão também em greve, nesta sexta pela manhã em
Feira
  5.próxima rodada de assembléia nas quatro UEBA na terça (5 de junho)
  6. MOÇÃO DE APOIO aos colegas das Estaduais paulistas (USP, UNICAMP, UNESP) que
encontram-se em greve.
  
  O CICLO DE DEBATES previsto para a quarta (30/05) está mantido, agora como
atividade da greve. Serão realizados dois debates, manhã e tarde, no Auditório 3 -
Módulo IV, sobre Conjuntura, reformas neoliberais e a organização da classe
trabalhadora e sobre Universidade Nova, EAD, UAB: eufemismos para implantar a
Reforma Universitária, com a participação dos professores Paulo Rizzo e Roberto
Leher, da diretoria do ANDES-SN.
  
  Diante da necessidade de estarmos presentes em Salvador na quinta (31), a QUINTA
ENCONTRO ESPECIAL do 26º ANO da ADUFS foi antecipada para a quarta (30/05), após o
debate. Todos estão convidados. Teremos boa música e um delicioso buffet. Será ao
lado da ADUFS.
  
  Importante lembrar que a greve é uma forma de LUTA. Com isto, quanto maior a
participação dos colegas mais forte ela será. PARTICIPE!
  
  Atenciosamente,
  
  A Diretoria da ADUFS.

    Assessoria de Comunicação do Fórum das ADs

   BR 116, Km 03,Campus Universitário MT 45–CEP 44.031-460 Feira de Santana - BA.

   Fone 075 32248072 fax 075 32243368 adufs@uefs.br - www.adufs-ba.org.br